Alianças

Perdi Minha Aliança! E agora?

Por 18/02/2013 março 9th, 2017 Sem comentários

Após algum tempo de uso, nosso corpo se acostuma com as alianças. Assim, quando um acidente acontece, pode ser que você só perceba que ela não está mais em seu dedo tarde demais. Nesse caso, o que fazer?

Em primeiro lugar, acalme-se. Acidentes inocentes são comuns e são, portanto, completamente perdoáveis. Respire fundo, pare de se culpar. Como uma aliança nunca está sozinha, você não está apenas preocupado com o que sente, mas também com a reação do dono da outra aliança. Mas como o amor é paciente e perdoa, vocês, sem dúvida, superarão esse pequeno acidente sem muitos problemas. Algumas pequenas dicas podem ajudar, entretanto.

1. Comprar Alianças: Uma Experiência Romântica

Por que não transformar esse problema em algo prazeroso e romântico? Está Lembrado de quando vocês estavam prestes a se casar, faziam planos e sonhavam com o futuro? Foi nesse momento que vocês dois saíram para comprar as alianças. A questão não é replicar essa parte da história de vocês, mas essa é, sem dúvida, uma oportunidade para o casal fazer algo diferente e reforçar o carinho que sentem um pelo outro. Não será como da primeira vez, pois o relacionamento amadureceu, mas os planos, a expectativa e alguns sentimentos virão novamente.

Aproveite para celebrar a união de vocês, afinal de contas, é isso que a alianças representam. Depois que acharem uma nova aliança, saiam para jantar em um lugar romântico, passeiem: amem-se!

2. Encarem com um Pouco de Bom Humor

Geralmente, esse tipo de acidente acontece com os homens. Eis alguns motivos: eles tendem a escolher alianças um pouco mais frouxas, pois não estão muito acostumados a usarem anéis; praticam mais esportes de contato; tiram a aliança com mais frequência.

Há casos de mulheres, casadas com alguns rapazes mais distraídos, que presentearam seus companheiros com uma nova aliança pendurada como pingente em uma corrente. É claro que elas não esperavam que seus maridos andassem por aí com uma aliança no pescoço, como se estivessem em uma aventura do Senhor do Anéis. Tudo não passa de uma pequena brincadeira, como quem diz: “será que terei que acorrentar essa aliança ao seu corpo, para o senhor não perder de novo?”.

3. Cuidados com a Nova Aliança

Se você tem o costume de tirar a aliança para lavar louça ou fazer exercícios, procure guardá-la sempre no mesmo lugar. Esse é um hábito saudável, que impedirá que possíveis perdas por esquecimento aconteçam.

4. Não Perca as Esperanças

Há centenas de histórias incríveis de casais que encontraram suas alianças perdidas. Como é o caso de Lena e Ola:

alianca-cenoura

Lena encontrou sua aliança 16 anos após a perda, no jardim de casa, enquanto colhia cenouras. Pois é, uma cenoura havia crescido por dentro da bela aliança de ouro e diamantes.

Então, não perca as esperanças!

anel-solitario

Procurei muito em várias joalherias um anel que estivesse à altura do que minha futura noiva merecia. Consegui tudo isso com a Poésie. Não à toa minha noiva ouve com certa frequência e com muito orgulho: 'este é o anel mais bonito de todos que já vi'.

KADU

Ver coleção de anéis

Deixe uma resposta