Diamantes

Quais são as partes de um diamante?

Por 05/07/2018 Sem comentários

Se você está procurando um anel de noivado para presentear sua futura noiva, provavelmente, está gastando um bom tempo pesquisando sobre o universo das joias e dos diamantes. Se você é novo nesse mundo, alguns jargões e termos relacionados aos diamantes podem parecer um pouco confusos à primeira vista.

partes-do-diamante

Para que o brilho do diamante apareça em sua intensidade máxima é importante que as proporções do corte e formato do diamante sejam seguidas com precisão. Neste artigo, você vai aprender um pouquinho quais são as partes de um diamante com corte brilhante e como elas influenciam na beleza da gema preciosa.

Você já deve ter visto que o brilhante é o tipo de corte mais comum para diamantes. Isso acontece pois essa lapidação foi desenvolvida para potencializar o brilho do diamante. Se você ainda não sabe muito bem o que é um brilhante, sugerimos a leitura do artigo “Qual a diferença entre brilhante e diamante?“.

1. Mesa

A mesa é a maior faceta plana na superfície do diamante. Ela desempenha um papel de grande relevância na aparência de um brilhante. É a mesa que refrata os raios de luz que passam pelo brilhante, direcionando-os para as outras facetas que fazem a pedra brilhar.

mesa-diamante-brilhante

A proporção da mesa define a entrada e dispersão da luz. Se a mesa em um diamante é demasiadamente grande, sobra pouco espaço para que as facetas superiores da coroa possam dispersar a luz. Se a mesa for pequena demais, a quantidade de luz que entra na pedra será reduzida, diminuindo o brilho da pedra de uma maneira geral.

2. Coroa

A coroa é a porção facetada da parte superior de um diamante, localizada acima do rondiz. Esta é porção que fica aparente quando um diamante é cravado em uma joia. É por ela que a luz se dispersa e é ali que visualizamos os estouros de luz do diamante. Ela é composta por 32 facetas, sendo 8 estrelas, 8 pipas e 16 rondizes superiores.

coroa-diamante-brilhante

O ângulo da coroa afeta significativamente a aparência de um diamante. Geralmente, ângulos de 32° a 36° graus produzem estouros de luz brilhantes, combinados, é claro, com a angulação certa das facetas do pavilhão e de uma mesa de proporção correta.

coroa-diamante-brilhante

3. Rondiz

O rondiz é o cinturão que divide a coroa e o pavilhão. O diâmetro de um diamante redondo é medido de uma borda do rondiz até a borda do rondiz oposto, passando pelo centro do diamante. O rondiz de um diamante pode ser áspero, polido ou facetado. Geralmente, diamantes redondos e abrilhantados possuem um rondiz facetado.

rondiz-diamante-brilhante

Assim como as outras partes de um diamante, é importante que o rondiz tenha uma proporção precisa. Se ele for muito fino, ele pode ser um ponto fraco da pedra, lascando ou trincando com facilidade. Se ele for muito grosso pode afetar as proporções do diamante, concentrando o peso do diamante no meio da pedra, fazendo com que ele pareça menor do que um diamante de peso semelhante e rondiz proporcional.

4. Pavilhão

O pavilhão é a porção inferior do brilhante, localizado abaixo do rondiz. O pavilhão geralmente fica escondido quando a pedra é cravada em uma joia, no entanto, ele desempenha um importante papel na produção de estouros de luz do diamante.

pavilhao-diamante-brilhante

O ângulo das facetas do pavilhão têm influência em como a luz será refratada. Se o pavilhão for muito raso (ângulo muito aberto), a luz passará pelo diamante e sairá pelo fundo, sem atingir as facetas e o resultado é um diamante um pouco mais escuro. Se o pavilhão for profundo demais (ângulo muito fechado), ela acaba escapando pelas laterais da pedra. Dessa forma, o diamante perde um pouco do brilho.

culaça-diamante-brilhante

5. Culaça

A culaça é o ponto na base do diamante, onde as facetas do pavilhão se encontram.

culaca-diamante-brilhante

culaça-diamante-brilhante-pontiaguda-facetada

Em boa parte dos diamantes, as facetas do pavilhão são cortadas uniformemente, formando uma culaça pontiaguda. Quando as facetas do pavilhão não se encontram uniformemente na ponta, a culaça é polida, formando uma nova faceta. Sendo assim, um diamante com a culaça facetada possui 58 facetas, enquanto um diamante com uma culaça pontiaguda possui 57 facetas.

anel-solitario

Procurei muito em várias joalherias um anel que estivesse à altura do que minha futura noiva merecia. Consegui tudo isso com a Poésie. Não à toa minha noiva ouve com certa frequência e com muito orgulho: 'este é o anel mais bonito de todos que já vi'.

KADU

Ver coleção de anéis

Deixe uma resposta